Buscar
  • Pedro Henrique Pandolfo

Siga estas dicas e faça suas malas!!!

Atualizado: 20 de Nov de 2019

 Ciao pessoal! Tutto bene?

 Conforme estamos vendo juntos, requerer a Cidadania Italiana diretamente na Itália consiste em uma sequência de etapas a serem cumpridas, cada uma com suas minúcias. Até o presente momento falamos sobre :

 Pois bem, saiba que esses sãos os passos obrigatórios a serem seguidos ainda em solo Brasileiro, e se você cumpriu todos eles, já pode pensar em fazer as malas!!!! Mas antes disso a Dueto Itália te dá umas dicas valiosas!


 Por mais estudo e conhecimento que alguém possa ter a respeito do tema Cidadania Italiana, não há como negar: tem coisas que só iremos aprender na prática! Por isso iremos compartilhar aqui algumas dicas muito úteis, para tornar mais fácil essa aventura que é iniciar a prática de Cidadania diretamente na Itália, vamos a elas:


IDIOMA ITALIANO:


 Diferentemente de outros países, na Itália dificilmente você conseguirá se virar com outro idioma que não o Italiano. Portanto nossa primeira dica é: Estude muito Italiano!

  1. Estude em especial nomes de comidas e seus modos de preparo, isso irá ajudá-lo a entender o que comer quando sair para se encantar com a gastronomia Italiana, diga-se de passagem, excelente!

  2. Será de grande valia, saber os termos como Destra (Direita), Sinistra (Esquerda), Dritto (Reto), Indietro (atrás), dentre outras palavras que farão você entender orientações sobre que direção tomar e para onde ir nos seus passeios. 

  3. Se existe algo que definitivamente abre portas é a educação! Saiba agradecer em Italiano, pedir as coisas naquele idioma. Embora pareça algo básico, gentileza e cordialidade fazem toda a diferença.

  4. Tenha na ponta da língua os termo relativos à sua prática, eventualmente isso irá te ajudar na comunicação com oficiais.


ESCOLHA DO COMUNE:


 Saiba que para requerer a Cidadania Italiana, em solo Italiano, deve-se obrigatoriamente ser residente em um Comune, mais precisamente naquele onde se fará a prática da Cidadania. Essa é uma exigência incontornável e você deverá considerar permanecer residente no Comune por todo o tempo que durar o processo. Portanto avalie muito bem a escolha do Comune. Considere por exemplo:

  1. A região na qual você deseja residir. Afinal de contas, o território Italiano é extremamente plural, veja bem: Para aqueles que valorizam a vida urbana (com todas as opções que este modo de vida oferece) e possíveis oportunidades profissionais posteriores ao processo de Cidadania, seguramente deve dar preferencia a Comunes do Norte, em especial nas regiões do Veneto e Lombardia. Porém, se você não liga para oportunidades profissionais, ou para o salário oferecido por estas, e adora uma boa praia, prefira o Sul, onde a vida é mais leve e a brisa do mar sempre bate! 

  2. Pesquise no Google sobre relatos de pessoas que já efetuaram seus processos na Itália, descartando aqueles Comunes onde existam relatos negativos. Evite a todo o custo Milano e Roma, em especial, estes são Comunes enormes, onde processos podem facilmente superar 1 ano!

  3. Capitais em geral são mais caras para morar, pois os preços de aluguel sobem consideravelmente. Em geral os processos são bem mais demorados, em função do volume de demandas nos órgãos públicos. Ainda sim, nestes Comunes os Oficiais possuem na maioria das vezes, maior experiência com processos de Cidadania Juris Sanguinis e vida será mais cheia de possibilidades. Por outro lado realizar o processo em Comunes pequenos fará você economizar muitos euros, e muito tempo. Oficiais nestes Comunes podem ter menos experiência com processos de Cidadania. A vida com certeza será muito calma. 

  4. Após escolher o Comune, procure entrar em contato com o Ufficio di Stato Civile, pedindo uma análise prévia dos seus documentos, pois como fora dito anteriormente, somente o Oficial poderá garantir a você 100% de aceitação dos seus documentos. Esta porém, não é uma tarefa fácil, pois os Oficiais em geral são resistentes a pedidos desta natureza.


ALUGAR UM APARTAMENTO:


 Este é um ponto merecedor de um futuro post, mas irei adiantar algo sobre. Na Itália dificilmente você conseguirá alugar um apartamento ou casa diretamente com o proprietário, em geral haverá sempre uma imobiliária intermediando a locação. É sempre bom já deixar algo acertado antes de sair do Brasil.

Os Sites mais visitados para iniciar tratativas referentes ao Aluguel, ou Affitto, são: Immobiliare.it, Casa.itMioAffitto.it, dentre outros.

As dificuldades para se alugar um apartamento são bastante relevantes. Tenha em mente que, em geral pedem-se 3 meses de caução (também conhecida como Caparra ou Calzione), mais 1 ou 2 mês de Aluguel como pagamento à Imobiliária, mais o primeiro mês de Aluguel já em adiantamento, totalizando portanto até 6 meses de Aluguel. Todas as imobiliárias solicitarão uma comprovação sobre meios financeiros que possibilitem continuar pagando aluguel sem chance de inadimplência. Essas garantias são: contrato de trabalho por tempo indeterminado e um fiador Italiano. Normalmente essa situação é contornada com um acordo entre as partes, que pode envolver pagamento adiantado de todos os meses de aluguel, na modalidade de contrato transitório, que seria, um contrato de 12 meses.

Os trâmites para a consumação do aluguel podem tomar algum tempo, por isso tenha já uma hospedagem acertada. Nossa dica aqui é a de economizar utilizando o aplicativo Air BNB. Nele você aluga via internet, com cartão de crédito casas, apartamentos ou quartos por menos do que gastaria com hotéis, e ainda pode fazer amizades com os seus locatários! Seja generoso no tempo programado com o Air BNB, no mínimo de 30 à 40 dias.


ALERTA: Cuidado! Muito cuidado ao percorrer os sites acima indicados. Você poderá perceber que imóveis muito abaixo do preço, são quase sempre anunciados por agências que oferecem serviços de acesso ao seu banco de dados, onde alegam ter centenas de oportunidades de aluguel, diretamente com proprietários. Para desbloquear o acesso ao banco de dados, pedem um único pagamento de 250 euros. O problema, é que o acesso ao banco de dados, consiste em receber telefones de pessoas que já alugaram seus imóveis, e que por vezes sequer sabiam de estar relacionados no tal banco de dados. Não são poucos os problemas relatados por pessoas neste sentido. Minha dica é: prefira agências que prestem um serviço mais convencional, mesmo que mais caras.


COMPROVANTES DE MEIOS FINANCEIROS:


 Já separe consigo os comprovantes de limite no cartão, extratos bancários, travel cards, etc... Eles podem ser solicitados pelo Oficial de Fronteira!


SEGURO VIAGEM:


 É obrigatório, ao visitar o continente europeu possuir seguro de viagem, pois ele cobre uma porção de imprevistos, que vai desde extravio de bagagem até translado de corpos.


Dica de Ouro: Em virtude do acordo previdenciário celebrado entre Brasil e a Itália, em 30 de Janeiro de 1974, a Aplicação do Protocolo Adicional ao Acordo de Migração, em Brasilia - DF, é possível ter acesso ao formulário IB-2, que é obtido em qualquer posto autorizado do INSS brasileiro. É possível, também, inscrever-se no INSS na qualidade de contribuinte autônomo no Brasil para posteriormente, após três meses de carência, usufruir de assistência médico-hospitalar na Itália, sempre mediante a obtenção do denominado formulário IB-2 ou Certificado de Direito a Assistência Médica (CDAM) no Posto autorizado do INSS brasileiro. De posse do Formulário IB-2, o cidadão brasileiro que está na Itália deverá dirigir-se à ASL - Azienda Sanitaria Locale da jurisdição competente do bairro ou quartiere em que reside para a aposição de carimbos no documento original brasileiro, registro em computador, expedição de formulários especiais para receitas médicas, pedidos de exames clínicos e internamentos caso sejam necessários.


Importante salientar: Em nenhuma hipótese, o CDAM substitui o seguro viagem!!


COMPRAR PASSAGENS AÉREAS: 


 Uma boa dica para comprar sua passagem é utilizar o Google Vôos (https://www.google.com.br/flights/), neste sistema, você localiza os melhores preços, com descrição de rota, e variação de preços nos dias próximos. Ao escolher o vôo basta selecioná-lo que a página redireciona você para o site da companhia aérea ou fornece os códigos para você efetuar a compra diretamente em agência de viagem.   Prefira sempre entrar diretamente pela Itália, assim você economiza tempo e dispensa determinados trâmites futuros em solo Italiano, iremos detalhar esta situação em um post futuro.


Importante salientar: Quem ainda não possui Cittadinanza Italiana ou Europeia, deve comprar sempre IDA e VOLTA, sob pena de sequer embarcar no Vôo!!



 Então é isso pessoal! Chegou a hora de passar da "etapa Brasil". A este ponto todos os documentos devem estar em ordem, planejamento feito (observando em especial as dicas acima) e energias lá em cima para rumar diretamente a terra de nossos Antenatos. Com certeza, é neste momento, onde as malas já estão feitas e a passagem já está comprada, que tudo toma uma outra dimensão. Curta cada instante deste sonho que aos poucos está se realizando, e boa sorte! No próximo post, já falaremos daquilo que deve ser feito em solo Italiano! 


Um grande abraço e arrivederci!


17 visualizações
CONTATO

Via Guido Reni 101 - CAP 10136

Torino, Piemonte - Itália

​​

Tel / WhatsApp: +39 351-996.5090

duetobuscadedocumentos@gmail.com

  • Branco Facebook Ícone
  • Branca Ícone Instagram
  • Branco Twitter Ícone

© 2019 por Pedro Pandolfo.

Nome *

Email *

Assunto

Mensagem